terça-feira, 19 de junho de 2012

Felicidade Interna Bruta - FIB, você sabe o que é?

Acabamos de participar da Conferência FIB Rio 2012 e conferimos de perto essa novidade, não para os Butaneses, mas para nós Brasileiros. O evento foi realizado no Theatro NET e apesar da quantidade de eventos acontecendo na cidade do Rio de Janeiro devido a Rio+20, o auditório estava lotado. Isso mostra a importância do tema e principalmente do que as pessoas realmente precisam.



Mas o que é FIB?

FIB ou Felicidade Intena Bruta é um indicador sistêmico criado em 1980 no Butão com apoio do PNUD (Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento) e que cada vez mais vem atraindo o interesse mundial. Diversos especialistas internacionais em estatística, economia e bem-estar têm se unido para formular uma métrica sistêmica e promover um diagnóstico participativo para identificar as potencialidades e vulnerabilidades de uma comunidade.

FIB é baseado na premissa de que o objetivo principal de uma sociedade não deveria ser somente o desenvolvimento econômico, mas a integração de vários campos.

Esse indicador possui 9 dimensões que são:

- Padrão de vida econômica
- Governança
- Educação
- Saúde
- Vitalidade comunitária
- Proteção ambiental
- Acesso à cultura
- Uso equilibrado do tempo
- Bem-estar psicológico


Agora voltando ao evento, o mesmo teve início às 13h e contou com um "mestre sem cerimônia", como preferiu ser chamado, o representante do Doutures do Riso. Ele interagiu com o público, com os convidados, deu um show! A abertura ficou por conta do Prof. Paul Singer, Secretário Nacional de Economia Solidária do Ministério do Trabalho e Emprego que admitiu não ser um expert em FIB, mas que sabia o suficiente para afirmar que a Economia Solidária está dentro desse conceito e temos que valorizar cada dia mais.



O primeiro painel contou com Karma Ura, vice-Presidente do Conselho Nacional do Butão, que fez uma excelente apresentação, falou o que é FIB e completou dizendo que lá as pessoas estão próximas da natureza, as comunidades fazem parte do meio ambiente e que estamos sendo levados erroneamente para o capital econômico e nos afastando das coisas que realmente valem a pena. Em seguida foi a vez de John Helliwell, Prof. Emérito de Economia na Universidade de British Columbia, que falou sobre os 3 trios de felicidade, os 3 resultados-chaves e também sobre a importância do FIB. E para finalizar, foi a vez de Susan Andrews, coordenadora do FIB no Brasil ou embaixadora da felicidade no Brasil como já é conhecida. Falou sobre 2 pontos cruciais, o Pertencimento e o Protagonismo. Falou também sobre os "felicitadores", ou seja, os multiplicadores do FIB. E mais, a felicidade tem fórmula:

F = G + C + A.I

F = Felicidade
G = Genes
C = Condições
AI = Atividades Intencionais

E finalizou com a frase: "Isso não é um negócio, é uma missão"

O segundo painel foi sobre experiências do FIB no Brasil e participaram, Ricardo Henriques, prof da UFF, Maria Helena Barbosa/CEMIG, Irmaci Sinigaglia Lunelli, Beatriz Maria Luchese e Carla Maria Frezza Cavalheiros, de Bento Gonçalves, Jorge Streit e Isabel Miranda da Fundação Banco do Brasil.

Estamos aguardando os vídeos e as apresentações por e-mail. Quem tiver interesse em receber o material ou quiser maiores informações sobre o FIB, pode entrar em contato pelo e-mail contato@rioecoconsciente.com.br e solicitar.






Nos mais, pedimos desculpas pela qualidade das fotos, mas a iluminação do Theatro era mínima. Nos colocamos a disposição para quaisquer outras informações e aguardamos comentários!

Até a próxima postagem...

quarta-feira, 30 de maio de 2012

IV Recicla Rio + Greennationfest


Após marcar presença nos eventos Sinal Verde e Sustenta Reggae, a Rio Eco Consciente se prepara para mais um evento. Dessa vez a quarta edição do Recicla Rio.

Em comemoração ao DIA DO MEIO AMBIENTE, a Supervia em parceria com a Rede Recicla Rio, realizará o IV RECICLA RIO na Quinta da Boa Vista. Esta ação tem o objetivo de despertar na população a consciência ambiental, interesse pelo desenvolvimento sustentável e o descarte correto dos resíduos.

O evento contará com stand da Rio Eco Consciente, Supervia, Rede Recicla Rio, Universidade Estácio de Sá,  SESC, entre outros, além de serviços para a população, desfile, teatro, grupo de dança e diversas apresentações no palco principal.

"Tivemos o prazer de participar do III Recicla Rio realizado ano passado na Estação Central do Brasil. Em nosso stand os visitantes receberam orientações sobre resíduos, consumo consciente, impactos ambientais e aproveitaram para conhecer nossos produtos. Estamos muito felizes com o convite para participar da edição desse ano, isso mostra a importância do nosso trabalho".



"Contamos com a sua presença para visitar nosso stand e prestigiar nosso trabalho. Estaremos comercializando camisetas feita de garrafa Pet recicladas, ecobags, biojóias, kit plantio com papel semente, artesanatos e diversas opções de presentes ecosociais". 

Esse ano o Recicla Rio terá a grande oportunidade de ocorrer em conjunto com Greennationfest, que é um festival interativo e sensorial que estimula o público visitante a agir por um mundo mais sustentável. O evento usará cinema, educação, esporte, moda e muita interatividade para falar de meio ambiente.

A entrada é gratuita e as atrações podem ser visitadas das 8 às 17h.


O evento contará com Mostras de Longas e de Curtas, Feira Interativa e Sensorial, Seminários, Pegada de Carbono, Espaço Quiz, Exposição de Cartuns, Aulão de Yoga, Observação de Pássaros, Apadrinhamento de Árvores e o Gol de Bicicleta, onde os participantes pedalam e geram energia para o seu time.

Confira a programação completa em http://www.greennationfest.com.br

Mais informações:
http://www.facebook.com/rioecoconsciente
http://www.twiter.com/rioeco
contato@rioecoconsciente.com.br


terça-feira, 8 de maio de 2012

Rio+20: Eventos abertos ao público



O Eco publicou uma matéria muito interesse sobre os eventos abertos ao público que não poderíamos deixar de compartilhar. Dessa forma você que perdeu o prazo do credenciamento, não ficará de fora. Segue programação. Boa leitura!

Na reta final para a Rio+20, a capital do mundo será o Rio. Dezenas de seminários, exposições e encontros movimentarão a cidade. A conferência propriamente dita acontece entre os dias 20 e 22 de junho, mas desde já existem atividades para quem quer participar ou se informar sobre esse grande debate que ocorrerá sob os olhos do planeta. A prefeitura do Rio antecipando tal movimento, já enviou à câmara municipal projeto de lei para decretar feriado nos dias 20, 21 e 22 de junho. O objetivo é aliviar o trânsito na cidade.

Mesmo para quem não se credenciou a tempo para a Conferência (o prazo para a sociedade civil expirou no dia 20 de janeiro) há opções que talvez sejam até mais atraentes do que as enfadonhas e longuíssimas reuniões de plenário no Riocentro.  Preparamos uma lista com os principais eventos, com ênfase naqueles abertos e gratuitos.

A Terra vista do céu
Inaugurada que no dia 27 de abril, essa exposição, localizada na Cinelândia, Centro do Rio, é considerada o pontapé inicial da Rio+20 e reúne 130 imagens do fotógrafo Yann Arthus-Bertrand. Ficará exposta até o dia 24 de junho. O acervo captura belas imagens da terra vista de cima, por helicóptero e até balão. Gratuito.

Cúpula dos Povos da Zona Oeste na Rio+20
Este encontro é preparatório para a grande Cúpula dos Povos, que ocorrerá no Aterro (Parque do Flamengo, veja abaixo). Essa rodada será na Lona Cultural Elza Osborne, no bairro de Campo Grande, nos dias 18 e 19 de maio. Gratuito.

Cúpula dos povos Rio+20
Entre os dias 15 e 23 de junho, acontecerá um dos mais esperados acontecimentos em torno da Conferência: a Cúpula dos Povos na Rio+20: por Justiça Social e Ambiental. Como em 1992, ela será realizada no Parque do Flamengo. O evento mobilizará 150 organizações e movimentos sociais e tem tantos eventos, palestras e exposições que merece uma lista à parte. Por enquanto, dê uma olhada no bem elaborado site oficial, e anote em sua agenda as suas atrações preferidas. Aberto e gratuito.

Dia Mundial do Meio Ambiente/Semana do Meio Ambiente
Com o tema “Economia Verde: Ela te inclui?”, o Dia Mundial do Meio Ambiente (WED) de 2012, que acontece sempre no dia 5 de junho, será sediado no Brasil. A semana do meio ambiente será preenchida com eventos em todo o país, entre os dias 4 e 10 de junho. O Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA) criou um site em português sobre o WED, onde se pode ter informações sobre as comemorações em todo o Brasil. 

TEDx Rio+20
Nos dias 11 e 12 de junho, o TEDxRio+20 reúne no Forte de Copacabana, pessoas de diversas áreas do saber. O tema do encontro é o “Poder Humano”.  O evento é em parceria com a ONU.
O evento é gratuito, mas como as vagas são limitadas, a seleção da audiência será feita por um sorteio realizado pela organização do evento. Inscrições e mais informações, no site do evento.

O local é o Forte de Copacabana, de 9h às 19h no dia 11/06/2012 e das 9h às 13h no dia 12/06/2012. Segundo a organização, os horários estão sujeitos à alteração.

Fórum de Ciência, Tecnologia e Inovação para o Desenvolvimento Sustentável.
O Fórum de Ciência acontecerá entre os dias 11 a 15 de junho, na PUC-RJ. O evento discutirá questões-chave relacionadas a ciência, tecnologia e inovação no âmbito do desenvolvimento sustentável.

A participação é gratuita para todos ao longo dos cinco dias. O evento sempre começa às 9h da manhã e vai até 20h. O evento é aberto, mas a organização pede que os participantes se inscrevam formalmente para que possa planejar a acomodação de todos. O endereço é Rua Marquês de São Vicente, 225, Gávea, Rio de Janeiro.

Mais informações, no site do evento ou da própria PUC.

Global Town Hall (Encontro Global dos Municípios na Rio+20)
O Global Town Hall (Encontro Global dos Municípios na Rio+20) será realizado entre os dias 18 e 22 de junho. Prefeitos e funcionários de governos locais de todo o mundo abordarão como podem contribuir da melhor forma para proteger e melhorar a governança de bens públicos globais. O encontro será aberto apenas para quem está inscrito na Conferência Rio+20, pois o local do encontro da Global Town Hall será localizado em uma área restrita da ONU: no Parque dos Atletas, na Barra.


Prefeitos, empresas e líderes políticos poderão participar, caso tenham se inscrito ─ prazo até esse quinta, 10 de maio ─ na Rio+20. Mais informações, entre em contato com Francesca Schraffl, coordenadora do Global Town Hall, tel. +49 (228) 976-299-50, francesca.schraffl@iclei.org


FONTE: O Eco

Sugestão de leitura do O Eco:

sábado, 11 de fevereiro de 2012

Projeto implementa reciclagem dos resíduos sólidos

Projeto implementa reciclagem dos resíduos sólidos consumidos na Uezo

Um projeto propõe dar um destino ecologicamente correto aos resíduos sólidos consumidos e coletados no Centro Universitário Estadual da Zona Oeste (Uezo) – e no Instituto de Educação Sarah Kubitschek –, em Campo Grande. Para ajudar a difundir a consciência ambiental entre alunos, professores e funcionários, uma minirrecicladora está sendo instalada nas dependências da instituição, com recursos do edital de Apoio à Infraestrutura das Universidades Estaduais, da FAPERJ. Resíduos sólidos urbanos, como metal, papel, plástico e vidro, descartados pela própria comunidade acadêmica, serão reaproveitados regularmente depois de passarem por um processo de coleta seletiva e reciclagem.

A iniciativa pode render à Uezo o status de se tornar a primeira instituição de ensino superior pública do estado do Rio de Janeiro a adotar um programa para a reciclagem de todo o material sólido descartado, exceto o lixo orgânico. “O objetivo é trabalhar os conceitos de coleta seletiva e reciclagem, promovendo a educação ambiental e a pesquisa sobre as melhores formas de coletar e reciclar”, destaca a coordenadora do projeto, Luciana Portal da Silva, que é professora e pesquisadora do curso superior de Tecnologia em Polímeros da instituição. “O projeto pode contribuir também para gerar novos materiais reciclados, com melhores propriedades”, acrescenta.

É reciclando que se aprende

A minirrecicladora da Uezo está em fase final de instalação, com a chegada dos últimos equipamentos semi-industriais adquiridos com o apoio da Fundação e a etapa de sua ligação elétrica. “Primeiro, os materiais sólidos já descartados seletivamente pela comunidade acadêmica passarão por uma esteira no laboratório, onde serão separados, lavados, secos e moídos para se tornarem insumos para as aulas práticas e também para novos produtos. De acordo com o tipo de resíduo, seja metal, vidro, papel ou plástico, haverá um processo de reciclagem específico", resume Luciana Portal.

De acordo com a pesquisadora, o projeto alia os três pilares de sustentação de uma universidade: a pesquisa, o ensino e a extensão. “O projeto contempla a pesquisa em reciclagem, e já temos seis trabalhos de conclusão de curso finalizados. Ele também atende ao pilar de ensino, porque os alunos do curso de Tecnologia em Polímeros podem aprender como funcionam os processos de reciclagem na prática, manuseando os equipamentos da minirrecicladora nas aulas das disciplinas de Coleta seletiva de resíduos poliméricos e de Reciclagem de polímeros”, diz Luciana, lembrando ainda que a Uezo oferece o mestrado profissional na área de Materiais, recentemente aprovado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). “A primeira turma do mestrado profissional em Materiais começará seus estudos em março. Uma das linhas de pesquisa será a Reciclagem de Polímeros e a minirrecicladora também atenderá às pesquisas desses alunos”, detalha.

Já o pilar extensão está relacionado aos impactos positivos que o projeto se propõe a levar à comunidade de Campo Grande. “Vamos oferecer cursos de extensão sobre coleta seletiva e reciclagem de materiais, inteiramente gratuitos. A proposta é que a população possa utilizar esse conhecimento como uma oportunidade de negócio e de melhoria de renda para pequenas famílias”, ressalta a professora. “Sem contar com o benefício para a saúde e limpeza do bairro, uma vez que as instituições ficarão mais limpas”, completa.

Para além dos benefícios à população local, outro aspecto da iniciativa é estimular o empreendedorismo entre os alunos da Uezo, contando também com o apoio da empresa júnior da instituição. “O beneficiamento de materiais que seriam descartados de forma indevida pode ser uma boa oportunidade de negócio para os formandos dos cursos da Uezo, que podem trabalhar com consultoria em reciclagem ou mesmo montar pequenas empresas especializadas no ramo”, conclui Luciana Portal.

A Uezo localiza-se nas dependências do Colégio Estadual Sarah Kubitschek, onde convivem crianças, adolescentes e adultos, em um grande espaço físico de Campo Grande. Além de Luciana Portal, participam como colaboradores do projeto os professores Carlos Roberto Falcão de Albuquerque Júnior, Ricardo de Freitas Cabral e Márcio da Silva Coutinho; os alunos de iniciação científica Vinícius Carneiro Ferraz, Natália Cerqueira da Silva, Thaline Castro da Silva e Rodrigo Carneiro Vieira, além do apoio do técnico em Processamento de Polímeros, Dermeval Teodoro Junior – todos da Uezo.

O projeto contempla ainda três alunos do Colégio de Aplicação Emmanuel Leontisinis (Cael), também de  Campo Grande, que trabalham voluntariamente: Rayan Borges de Jesus, Maurício Manoel Rangel da Costa e Victor Matheus Joaquim Salgado Campos. Eles ganharam o segundo lugar na mostra Expo X, da XII Feira de Ciência e Tecnologia do Cael, realizada em novembro de 2011, e disputarão prêmios na Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (Febrace), que será realizada em março, em São Paulo. A iniciativa conta com os apoios da Reitoria da Uezo e da diretoria do Colégio Sarah Kubitschek.

Fonte: FAPERJ